facebook twitter

Segurança Eletrônica: Hotéis investem cada vez mais em segurança eletrônica

 

Enviado por sirleimadr 

 

Segurança bem implementada pode trazer vantagem competitiva ao setor

Os investimentos em hotelaria que o Brasil recebeu nos últimos anos possibilitou a construção de edificações modernas e seguras com equipamentos de última geração para garantir conforto e segurança aos hóspedes. Prédios modernos, confortáveis e seguros moldaram o cenário urbano de grandes e médias cidades do país, assim como pousadas e resorts se inseriram no meio ambiente de praias e lugares paradisíacos.

 

Hotéis precisam investir em novas tecnologias de segurança
Muitos hotéis sabem que roubos e furtos acontecem com frequência, e encaram a situação de maneira natural preferindo lançar no relatório mensal como perdas e reposições. Quando o lesado é o hóspede, a situação se agrava e mesmo em locais restritos, como os apartamentos, não é difícil acontecer sumiços de lap tops, câmeras, filmadoras, cartões de crédito, entre outros objetos de valores. Se o hotel não tiver câmeras de boa qualidade, fechadura nas portas, alarmes e profissionais de segurança capacitados para fazer a investigação e apuração, será difícil descobrir se o hóspede está blefando, se houve participação ou conivência de algum funcionário ou se realmente houve o roubo praticado por membro de uma organização criminosa. "Se os apartamentos possuírem fechaduras eletrônicas fica fácil constatar se houve a invasão da privacidade deste hóspede, mas muitos hotéis ainda trabalham com a velha e boa chave", alerta Cabbao.

 

Como os hotéis necessitam de soluções distintas para garantir a segurança eletrônica em várias áreas internas e externas, as indústrias eletrônicas desenvolveram produtos e sistemas para atender e entre eles estão: alarme monitorado para prevenção de invasões a áreas não autorizadas ou consideras estratégicas; circuito fechado de TV, para monitoramento das áreas comuns; controles de acessos biométricos, para identificação de funcionários e limitação ao acesso de pessoas a determinadas áreas do hotel, como por exemplo, a casa de máquinas da piscina ou o escritório onde são guardados documentos importantes, ou mesmo para permitir que o hóspede entre em seu quarto apenas com o toque de seu dedo; portões automáticos acionados por controle remotos, para acesso dos hóspedes à garagem, especialmente em caso de flats; proteção perimetral (nos muros) com cercas elétricas ou eletrônicas; equipamentos de identificação e combate à incêndio; equipamentos para detecção de explosivos/drogas; socorro remoto por meio de botões de pânico, entre outros.

 

origem: http://www.segs.com.br/demais/9059-ho ... seguranca-eletronica.html

 

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV